Direitos e Deveres

DIREITOS DOS PASSAGEIROS

  • Receber serviço adequado;
  • Ser atendido com presteza e urbanidade;
  • Ter garantido seu assento no veículo;
  • Ser auxiliado no embarque e desembarque;
  • Ter sua bagagem transportada gratuitamente e ser indenizado pelo extravio ou perda, de acordo com o Regulamento;
  • Registrar reclamação, sugestão ou elogio ao serviço por meios de comunicação disponibilizados;
  • Ter assegurada a continuidade do transporte, quando ocorrer interrupção da viagem; alimentação e hospedagem na impossibilidade de continuação da mesma;
  • Ter garantida sua poltrona no ônibus, nas condições especificadas no bilhete de passagem;
  • Ser transportado com pontualidade, segurança, higiene e conforto, do início ao término da viagem;
  • Ser indenizado por extravio ou dano da bagagem transportada no bagageiro;
  • Receber da transportadora, em caso de acidente, imediata e adequada assistência;
  • Receber a importância paga, no caso de desistência da viagem, ou revalidar o bilhete de passagem para outro dia ou horário, desde que, se manifeste com antecedência mínima de três horas em relação ao horário de partida, e pague a multa estabelecida por lei.

DEVERES E OBRIGAÇÕES

  • Pagar o preço da passagem e portar o bilhete durante toda a viagem, conferindo os dados;
  • Usar somente o assento com o número constante no bilhete;
  • Guardar, zelar e responsabilizar-se por suas bagagens; respeitar os tempos previstos nos pontos de parada;
  • Manter desimpedido o corredor do veículo e preservar os bens vinculados à prestação do serviço;
  • Zelar pela conservação, higiene do veículo e tratar com urbanidade motorista, auxiliar de bordo, agentes fiscais e demais passageiros;
  • Manter o celular no silencioso ou no modo vibratório, para não perturbar os demais passageiros;
  • Não comprometer a segurança, o conforto e a tranquilidade dos passageiros e tripulação;
  • Não conversar com o motorista, salvo em caso emergencial;
  • Não fumar no interior do veículo e não viajar nos degraus das portas;
  • Comunicar sobre irregularidades na prestação de serviço;
  • Zelar pela conservação dos bens e equipamentos que lhes prestam os serviços.